Histórico

O Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI é instrumento fundamental para traçar as diretrizes institucionais e permitir o desenvolvimento da própria Instituição. A seguir traçamos um breve relato da metodologia utilizada em sua construção.

A Comissão de Elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) inicialmente, apresentou à comunidade interna da FSA um questionário de coleta de informações. O questionário foi elaborado de acordo com o que um PDI deve contemplar.

A partir das respostas dos docentes e técnicos-administrativos foi consolidada a Razão de Ser, Valores, Missão e Visão da Fundação Santo André constantes deste plano.

Após o questionário, foi realizada reunião de planejamento com todos os Conselhos de Faculdade, que contém representantes dos docentes, Diretores, Coordenadores de Curso, representantes dos funcionários e alunos, foram traçadas ações para atingir os objetivos estratégicos da Instituição. De modo a promover uma maior participação do corpo técnico-administrativo foram convidados representantes da Associação de Funcionários.

Desta reunião resultou um plano de ações voltadas para a melhoria da instituição em 4 eixos principais: Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão, cada qual com seus respectivos Macro Objetivos-Estratégicos.

As ações foram coletadas por meio da metodologia Metaplan, agrupadas nos respectivos eixos e Macro Objetivos e a seguir foram valoradas por meio de uma Matriz GUT (Gravidade, Urgência e Tendência). Do levantamento realizado, compilou-se um total de 90 ações, à serem realizadas nos próximos 5 anos.

A prioridade das ações foi definida conforme questionário aplicado aos membros de todos os Conselhos de Faculdades das Unidades do Centro Universitário, e o cronograma de ações foi elaborado tendo como premissas os desafios institucionais levantados junto à comunidade e ações que já estão em andamento. Os períodos indicados apontam o início previsto de cada ação.

Na sequência dos encaminhamentos, em reuniões à serem realizadas durante no 2º semestre de 2016, entre a Comissão do PDI, Reitoria e Diretores, serão definidas as especificidades de cada ação prevista para 2017 (Plano de Trabalho Específico), responsável e respectivos resultados que devem ser entregues para cada ação, permitindo assim, a devida auditoria do processo de implantação das ações previstas. O mesmo processo será aplicado à cada ano previsto no PDI.

O presente Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI – FSA – 2017-2021 é assim resultado de uma construção coletiva e do comprometimento das partes (docentes, funcionários técnico-administrativos e Reitoria) em atingir suas metas.

O acompanhamento das ações que serão desenvolvidas será efetuado à partir da análise das evidências de sua realização por meio de um ciclo PDCA – Plan (Planejar), Do (Fazer), Check (Verificar) e Act (Agir), onde à partir dos planejamentos que serão elaborados para atingir os objetivos institucionais, da execução de suas atividades pelos responsáveis, a Comissão de Acompanhamento do PDI deverá coletar as evidências pertinentes e indicar as conformidades e não-conformidades com o plano estabelecido, permitindo assim a ação de melhoria continua das ações realizadas  e a transparência necessária à comunidade acadêmica que deve zelar pela sua execução.